Você está aqui
Home > Dicas de sucesso > Bem-estar e saúde: a importância do autoconhecimento e da autoestima elevada

Bem-estar e saúde: a importância do autoconhecimento e da autoestima elevada

Autoestima elevada

Quantas vezes na vida você se permitiu pensar em qual seria seu papel neste mundo? Já buscou conhecer a si mesmo? E a sua autoestima, como anda?

Autoconhecimento e autoestima elevada são condições importantes para que possamos lidar melhor com a vida e suas possíveis atribulações, o que nos favorece psicologicamente e nos dá muito mais força para segui em frente.

Compreenda melhor os motivos para desenvolver o autoconhecimento e saiba como identificar o nível de sua autoestima, bem como dicas de como trabalhar melhor estas duas questões em sua vida.

Autoconhecimento: Estabilizando Emoções

Se alguém neste momento proferisse a seguinte indagação: quem é você?  O que você, caríssimo (a) leitor (a), responderia? Mas atenção, esta questão é mais profunda do que sua profissão, contexto social e atividades diversas. Ela vai além e questiona exatamente o que você acredita ter vindo fazer no mundo, o que você gosta, qual sua visão acerca da vida, enfim, quem é você interiormente falando.

Motivos para buscar o autoconhecimento 

Talvez você não saiba, mas ter as respostas para estas perguntas é importante para você viver com mais qualidade e principalmente, se conhecer intimamente.  Bem disse o filósofo Sócrates: Conhece-te a ti mesmo e conhecerás o universo e os deuses.

Se conhecer é fundamental para equilibrar as emoções, tensões e angústias da vida. É uma forma de nos mantermos serenos, focados, e não cairmos em desespero diante das adversidades tão comuns em nosso caminho.  Uma das vantagens em ter autoconhecimento é possuir um maior domínio das situações atribuladas e encontrar as respostas dentro de si mesmo e não fora de si.

Veja também:  Saiba como transformar sua empresa em franquia

Reflita sobre isso, é o primeiro passo para se conhecer melhor e se situar no contexto de vida pelo qual está inserido.

Veja a seguir, algumas dicas práticas para lhe auxiliar no autoconhecimento:

1-Comece de algum lugar: religiões, filosofias, diversas terapias, sejam elas corporais, alternativas ou convencionais, podem ser as ferramentas que despertem o início deste processo;

2-Valorize sua opinião: ao aderir a algum tipo de terapia, procure analisar seu comportamento e não dê muita importância aos possíveis críticos que certamente surgirão;

3-Faça uma lista: listar aqueles pontos que você acredita serem positivos, bem como aqueles que de certa maneira, não são tão legais ou estão longe daquilo que você denominaria positivo, é uma ótima maneira de se conhecer melhor;

4-Observe pontos deficientes e jamais os negue: aceite-os com carinho e sinceridade e procure maneiras de atenuá-los, até conseguir aos poucos, cessá-los de vez.

Por meio do autoconhecimento, você notará que viverá bem melhor, de maneira mais leve, com uma noite de sono bem mais proveitosa, muito menos ansiedade, mais saúde e maior tranquilidade.

Elevando a Autoestima

Carência e sentimento de inferioridade muitas vezes são sensações e condições relacionadas com algumas doenças chamadas de “doenças da alma”. Na verdade, por trás deste quadro de depreciação própria, podemos encontrar a questão da baixa estima. Veja na sequência, algumas dicas de como lidar com esta problemática.

Mas o Que é Autoestima Mesmo? 

Em linhas gerais, autoestima é um tipo de avaliação que fazemos de nós mesmos. Por exemplo, se somos bons para determinada função, se somos competentes, inteligentes, confiantes, bem quistos pelas outras pessoas, etc. Esta avaliação de nós mesmos pode ser positiva, o que revela uma autoestima elevada, ou negativa, que significa que temos autoestima baixa, necessitando ser trabalhada.

Algumas pessoas não enxergam pontos positivos e que possam elevar sua autoestima, se acham um zero à esquerda, não estão bem consigo mesmas no que diz respeito à aparência, corpo, e outros fatores mais subjetivos. Esta visão acerca de si pode acarretar enfermidades graves, como a depressão.

Veja também:  Não cometa esses 9 erros no Instagram

Dicas para valorizar a si mesmo (a) e viver melhor

Melhorar a autoestima é um passo significativo para uma melhor qualidade de vida. Lembre-se que estamos nos referindo à autoestima e não ao narcisismo (que reflete um tipo de autoestima elevada deturpada e desequilibrada, o que a torna frágil).

Confira algumas dicas importantes:

1-Busque o autoconhecimento;

2-Procure identificar suas qualidades e não só os defeitos. Somos humanos, portanto, temos tanto defeitos quanto qualidades;

3-Faça exercícios físicos, mantenha seu corpo em dia para gostar daquilo o que vê no espelho;

4-Se trate com mais carinho;

5-Tente aprender com os erros do passado;

6-Converse consigo mesmo (a), ouça mais sua intuição, ela aumentará sua confiança;

7-Sinta-se merecedor (a) das coisas boas da vida;

8-Desenvolva atividades que te realize não apenas no âmbito profissional, mas também pessoal;

9-Viaje, cante, ouça uma canção que goste, aproveite e viva as coisas simples da vida. 

E você, como procede para buscar mais conhecimento sobre si mesmo e trabalhar sua autoestima? 

Deixe uma resposta

Top