Você está aqui
Home > Empreendedorismo > Como definir o preço do meu serviço?

Como definir o preço do meu serviço?

Definir o preço

Ao iniciar uma atividade na área de serviços, definir o preço do serviço é um dos primeiros desafios enfrentados pelo empreendedor. Isso por que, diferentemente das vendas de produtos finais nas quais são calculados o custo dos insumos e despesas, na prestação de serviços é necessário fazer uma análise um pouco mais detalhada do valor da mão de obra. Confira como a revista Exame entende que se deve definir o preço.

Considera-se o preço ideal aquele que consiga pagar seus gastos e ainda sobrar um lucro, além de ter que ser um preço competitivo perante o mercado, é lógico. Veja o que o SEBRAE define como preço ideal.

Para esclarecer todas as dúvidas e garantir que o preço esteja competitivo e lucrativo, veja as dicas e metodologia a seguir. Lembrando que existem muitas formas de calcular, cabe a você descobrir qual mais se encaixa em seu perfil.

1. Como definir seu salário

Salário ou pró-labore devem ser definidos de antemão. É ele que irá definir o quanto do seu “mês” custa para realizar determinado serviço. Não esqueça de adicionar os encargos trabalhistas (cerca de 30% da remuneração).

No nosso exemplo simples iremos supor que a folha de pagamento seja de R$2.500,00.

 2. Quantas horas leva para produzir?

Sabendo o valor total de custo mensal do funcionário/salário, vamos agora calcular o valor da hora. Deve-se levar em conta o valor da hora trabalhada.  Nesse exemplo são trabalhados 22 dias por mês durante 8h por dia:

Salario etapa 1

____________________________________

(Quantidade de dias trabalhados x quantidades de horas por dia)

Ou seja: R$2.500,00 ÷ (22×8) = R$14,20/h

Agora que já sabemos o preço da hora, vamos multiplicar pela quantidade de horas necessárias para realização do serviço. Se levar 2 dias, exemplificando, então serão 16h x R$14,20 = R$227,27.

3. Contabilizar os custos fixos

Nessa etapa vamos contabilizar os custos para funcionamento e realização do serviço: aluguel, água, luz, telefone, combustível, entre outros, os chamados custos fixos. Imagine que esses custos totalizem R$1000,00 por mês. Logo será necessário descobrir quando é gasto por hora: R$1.000,00 ÷ (22×8) = R$5,68.

Atualizando, nosso o custo real do serviço será: R$227,27 + (16 x R$5,68) = R$318,15

 4. Como aplicar o lucro

Após todos os cálculos de custos reais, ainda é necessário, e claro, colocar a porcentagem de lucro que deseja adquirir sobre o trabalho realizado. O ideal é aplicar a porcentagem de 10 a 20%.

A conta é simples, vamos aplicar e somar ao valor real R$318,15 a porcentagem (aqui usaremos 15%) = (R$318,15 x15) ÷ 100 = R$47,72 Então o preço final será: R$318,15 + R$47,72 = R$365,87.

 5. Definir o preço de acordo com o mercado

Em tempo, é imprescindível analisar o preço da concorrência e adequar o preço do serviço conforme pede o mercado. Esses cálculos são parâmetros para que o valor seja enquadrado dentro da expectativa do empreendedor, mas que promovam competitividade, afinal de contas, a chave do bom negócio é oferecer um serviço de qualidade mantendo o preço justo.

E você, como calcula o preço de seu serviço? Deixe nos comentários sua opinião.

Deixe uma resposta

Top