Você está aqui
Home > Tecnologia > PDP: o que é e para que serve o Processo de Desenvolvimento de Produto?

PDP: o que é e para que serve o Processo de Desenvolvimento de Produto?

Processo de Desenvolvimento de Produto

A época em que as empresas simplesmente criavam algo e colocavam a venda ficou no passado. Nos dias atuais, até que um produto ou serviço seja disponibilizado no mercado, é preciso seguir uma ‘receita’ chamada de Processo de Desenvolvimento de Produto (PDP), que consiste em uma série de passos, que garantirão um melhor aproveitamento de recursos, além de vendas mais estruturadas.

No mundo dos negócios, o PDP é essencial, pois diminui as chances de erros ao longo da produção, além de possibilitar medições, que podem ser usadas para aprimorar os próximos processos de produção, ou mesmo garantir a correção de erros no processo atual.

O que antecede o Processo de Desenvolvimento de Produto (PDP)

Todo empresário sabe que a produtividade é um dos principais ingredientes para o desenvolvimento bem-sucedido de produtos e o PDP garante um gerenciamento abrangente de todas as etapas de um novo produto, desde sua idealização até o pós-venda.

Mas antes de dar início ao Processo de Desenvolvimento de Produto, é preciso partir de um início, que contem cinco elementos, sendo eles:

  • Identificação da oportunidade: a descoberta de um novo nicho, por exemplo.
  • Análise da oportunidade: a verificação dessa oportunidade dentre do contexto comercial.
  • Ideia: a maturação da oportunidade em uma ideia tangível: um produto e serviço direcionado aquele nicho.
  • Seleção de ideias: envolve a análise da ideia (ou ideias), sempre baseando seu potencial valor comercial.
  • Desenvolvimento de ideias e tecnologia: momento em que a ideia começa a sair do papel.

Como funciona o PDP – Processo de Desenvolvimento de Produto?

Depois do ponto de partida estabelecido acima, é preciso dar start no PDP. Para garantir que o processo seja eficiente, a empresa deve seguir oito passos.

Processo de Desenvolvimento de Produto

Passo 1: Aprofundamento na ideia

O primeiro passo do PDP começa a partir do último passo da lista anterior. Aqui é preciso se aprofundar na ideia, sempre se baseando em tendências de mercado e, obviamente, documentando tudo.

Podemos dizer que o primeiro passo é um roteiro, que deve conter a ideia, o público alvo, os riscos, bem como o que cada membro da equipe será responsável por desenvolver durante a produção.

Passo 2: Analise de mercado

Consiste em conferir se o que você pretende lançar já existe e se sim, como o mercado reagirá a isso. Nesta etapa também é possível que surjam novas ideias, e isso é muito bom. Um bom PDP é sempre flexível. No caso de ser um produto já existente, por exemplo, é nessa fase que podem surgir ideias sobre como tornar o seu produto mais competitivo, melhor ou mais vantajoso.

Passo 3: Testando o conceito

Nesta fase, você ainda não tem o produto em si, mas isso não significa que não é possível testá-lo. Uma forma de conseguir saber se o seu produto agradará ao seu público é através de pesquisas e questionários.

Passo 4: Monitoramento do processo

Durante o PDP, você precisa de um sistema de métricas para monitorar o progresso. Inclua métricas que meçam o tempo médio em cada etapa, bem como métricas de saída, que meçam o valor dos produtos lançados, a porcentagem de vendas de novos produtos.

Passo 5: Versão beta

Organizar grupos de testes particulares, lançar versões beta e depois formar painéis de teste após o produto ou os produtos terem sido testados fornecerão informações valiosas que permitem melhorias e ajustes de última hora.

Passo 6: Melhorias

Nesta fase, você utiliza todas as informações alcançadas no passo anterior para garantir melhorias ao seu produto. Além disso, também pode analisar como gastar menos tempo ou matéria prima para fabricá-los.

Processo de Desenvolvimento de Produto

Passo 7: Comercializar

Após a aplicação das melhores, é hora de colocar seu produto na praça. Lembre-se que não basta apenas colocar para vender, é preciso garantir que as pessoas saibam que este produto existe, portanto, o marketing e a publicidade também devem fazer parte desta etapa.

Passo 8: Revisão pós-lançamento e ajuste de preços

O último passo do processo serve para analisar o que deu certo, além de identificar os erros e corrigi-los. Além disso, é também nesta fase que será possível mensurar com mais certeza qual deve ser o preço final do seu produto. Conheça um pouco mais sobre o PDP nos vídeos abaixo.

PDP não é um processo fechado

Apesar das 8 etapas ajudarem muito, o Processo de Desenvolvimento de Produto não é uma receitinha fechadinha. Muitas vezes duas ou mais etapas podem estar ocorrendo ao mesmo tempo, ou então é preciso voltar ou avançar etapas durante a realização do projeto.

Todo o processo de desenvolvimento de novos produtos é uma plataforma de teste em constante evolução: coisas novas vão ocorrendo a todo instante e, para tirar o melhor proveito, é necessário ter sua equipe trabalhando em sincronia.

Você já utiliza o Processo de Desenvolvimento de Produto em sua empresa? Compartilhe conosco suas experiências!

Deixe uma resposta

Top