Você está aqui
Home > Dicas de sucesso > Funcionário problema: Como lidar com esse colaborador?

Funcionário problema: Como lidar com esse colaborador?

Funcionário problema

A arte de exercer a gestão de uma equipe e liderar uma empresa implica em uma série de habilidades, que, via de regra, necessitam de constante aprimoramento e busca de estratégias que auxiliem o gestor a lidar com as problemáticas do contexto empresarial.

Um dos quadros mais comuns neste sentido diz respeito ao chamado “funcionário problema”. É bem provável que no hall de colaboradores de sua empresa você identifique não um funcionário problema, mas alguns.

Um dos conflitos resultantes deste comportamento difícil apresentado por este tipo de colaborador é saber como se relacionar melhor com ele, bem como evitar que tal padrão comportamental atinja demais colaboradores, afetando assim a produtividade e até mesmo a motivação dos demais funcionários e equipe.

Alguns tipos de funcionário problema e sugestões de como lidar com eles

Embora definir comportamentos seja um tanto quanto limitador, é possível pontuarmos alguns tipos de comportamentos problemáticos demonstrados por determinados funcionários que se encaixem mais ou menos em seus perfis. Alguns exemplos a seguir:

Dependente químico

São colaboradores que fazem uso de drogas (lícitas ou ilícitas) e visivelmente são afetados em suas tarefas no trabalho. Além de apresentarem baixa produtividade, a situação gera desconforto em toda a equipe, que muitas vezes cobra uma posição do líder, quando este se demonstra alheio ou omisso.

Uma alternativa neste caso é buscar um diálogo com o funcionário problema e tentar compreender o que o leva a demonstrar este comportamento. Se for o caso, a empresa pode desde ajudar com os custos de um tratamento, ou indicar entidades que ajudem o funcionário a enfrentar a doença.

Funcionário problema

Pessimista

Muitas vezes a origem da negatividade e pessimismo disseminado por um funcionário está ligada à sua desmotivação com o trabalho, sendo um dos padrões de comportamentos mais nocivos a toda a equipe pois é contagiosa.

Muitas vezes este pessimismo está disfarçado de criticidade, cabendo ao gestor ter a sensibilidade de identificar neste funcionário, padrões de frustração e falta de engajamento.

A opção é tentar identificar o que causa tal comportamento, se o colaborador se sente injustiçado ou se é incapaz de administrar suas emoções no ambiente corporativo.

Puxa saco

O principal problema neste tipo de funcionário problema é que ele não estabelece uma conexão produtiva com demais colaboradores, é via de regra egoísta e bajula os superiores com a finalidade de angariar benefícios.

O gestor tem o papel fundamental nesta questão, pois sua postura (não somente neste padrão de comportamento problemático, mas em todos) é que delimitará as ações do funcionário.

É preciso chamar a atenção e deixar claro quais os valores, missões e ideais propagados pela empresa, bem como despertar no funcionário problema o senso de trabalho em equipe e engajamento.

É claro que há muitos outros tipos de comportamentos expressos por um funcionário problema. Como gestor, fique atento e procure mediar deforma sensata e justa todos estes conflitos, sempre visando o bem da empresa, da equipe e do próprio funcionário problema, tentando trazê-lo para o lado de todos e mostrar a ele que a empresa se constrói com todos remando juntos na mesma direção.

E você, enfrenta algum conflito neste sentido? Sendo líder e gestor, como costuma lidar com o funcionário problema?

 

 

Deixe uma resposta

Top