Você está aqui
Home > Dicas de sucesso > Entrevista de emprego: 20 perguntas comuns e como respondê-las

Entrevista de emprego: 20 perguntas comuns e como respondê-las

Entrevista de emprego

Então, quer dizer que você está na luta por um emprego novinho em folha? Esse momento é sempre de muita ansiedade, principalmente durante a entrevista de emprego. Mesmo que você já tenha participado de algumas, é importante estar bem preparado para passar uma boa impressão ao avaliador.

Uma excelente forma de se preparar é aprender como escrever um bom currículo e, além disso, construir um bom roteiro de respostas também pode ajudar a aumentar suas chances de ser contratado.

Para garantir que você consiga dar as melhores respostas, o Blog GuiaJá mostra quais são as 20 perguntas que os empregadores mais fazem em uma entrevista de emprego, e também como você deve respondê-las.

As principais perguntas de uma entrevista de emprego e as melhores respostas

Nosso principal objetivo é que você consiga destacar quais são suas habilidades e como sua contratação será um ótimo negócio para a empresa. Confira quais são as perguntas mais frequentes que os entrevistadores costumam fazer e garanta a vaga.

  1. Conte-me sobre você.

Esta não é bem uma pergunta, mas ainda assim é uma frase comum em uma entrevista de emprego. O responsável por avaliar os candidatos também pode dizer algo como “me fale um pouco sobre você”, ou outra frase semelhante.

Lembre-se que, implicitamente este tópico significa que o entrevistador quer ouvir algo que não esteja em seu currículo, mas é claro que você pode citar alguns itens que já estão descritos nele.

Fale brevemente sobre sua formação, idade, algumas coisas que você já fez, interesses pessoais (esporte, passatempo, trabalho voluntário) e outras informações que merecem destaque. Evite falar sobre suas posições políticas e religiosas. Confira o exemplo abaixo.

“Minha formação é em Licenciatura em Letras, pois sempre gostei de ler e de escrever. Mas apesar disso, nunca me interessei em dar aula fui me direcionando para a produção de conteúdo para web. Adoro animais e tenho três gatos e uma cachorrinha, todos adotados. No meu tempo livre eu gosto de cuidar das plantas que meus pets ainda não destruíram, principalmente de um exemplar de planta carnívora. Eu acredito que posso dar uma grande contribuição para esta empresa, pois tenho muito interesse nesta área, espero deixar isso clara ao final desta nossa conversa”.

  1. O que você fazia no seu último trabalho?

A melhor maneira de responder esta pergunta é fazer um resumo de quais eram suas responsabilidades e o que você fazia no último emprego. Uma dica importante na hora de formular a resposta é focar nas principais semelhanças entre sua última função e o cargo que está pleiteando.

Se as áreas forem totalmente diferentes, você pode dar uma mãozinha focando mais em suas qualidades para desempenhar o trabalho.

  1. O que você gostou e/ou não gostava do seu trabalho anterior?

Cuidado que esta pergunta é também uma cilada. Quando se trata de descrever o que mais gostou, é fácil, basta focar nos aspectos positivos. Mas tenha muito cuidado em formular a resposta do que não gostava no último emprego. Evite falar de colegas de trabalho e jamais seja negativo com relação a última empresa. As melhores respostas incluem informações genéricas, como:

  • O ponto negativo era a distância da minha casa;
  • Eu não gostava do prédio onde a empresa se instalou, pois era muito frio/quente;
  • Trabalhava em uma sala isolada e prefiro trabalhar em equipe e coisas desse tipo.
  1. Qual foi seu último salário e/ou qual sua pretensão salarial?

Para se dar bem, e garantir uma resposta satisfatória, nada de inventar valores na hora. Responda com sinceridade quanto você ganhava anteriormente.

Veja também:  Chega de dúvidas: como é o cálculo do 13º salário

Mas essa é uma pergunta que também pode ser considerada um tipo de cilada do entrevistador. Sobre pretensão salarial, o ideal é fazer uma breve pesquisa sobre quanto ganha alguém no mesmo cargo em uma empresa de mesmo porte. Faça uma média por esse valor e ficará tudo mais fácil. Nunca dê respostas aleatórias como por exemplo “o salário base da categoria”.

  1. Com quais problemas você teve que lidar no último emprego?

Com essa questão, o empregador quer saber como você lida com problemas dentro do trabalho. Mas mantenha o foco em problemas que envolvam a sua função dentro da empresa, e não problemas com pessoas que trabalharam com você. Ou seja, nada de falar sobre assédio, bullying, falta d’água, problemas no elevador, entre outros.

Se você não teve que lidar com nenhum tipo de problema, diga apenas que a sua função não exigia esse tipo de responsabilidades.

“No meu último emprego, eu era responsável por criar textos promocionais para cartazes, folhetos e painéis. Então não havia muitos problemas que chegassem até mim, no máximo alterações de textos”.

 

  1. Quais suas qualidades e habilidades?

Concentre-se em destacar muito bem seus pontos fortes, mas nada que já seja muito manjado. Coisas como ser pontual, saber trabalhar em equipe ou ser responsável não são qualidades a serem destacadas, são características obrigatórias para qualquer trabalhador. Se você não sabe muito bem como se autopromover, diga coisas como:

  • Sou bem-humorado,
  • Tenho facilidade para lidar com o público;
  • Estou sempre disposto a aprender coisas que me ajudem a ser um profissional cada vez melhor;
  • Tenho (quantidade de anos) de experiência em (alguma habilidade que pode ser usada na empresa).

Não seja muito humilde, mas também não deixe passar um tom de arrogância. Para não errar, faça uma autoanálise, se pergunte no que você é realmente bom.

Entrevista de emprego

  1. Qual seu defeito?

A única forma de responder essa pergunta adequadamente é transformar um aspecto negativo em um positivo. Nessa hora, o ideal é usar uma historinha para descrever seu defeito e como você resolveu a situação.

“Eu sempre tive problemas com horário. Sempre chegava atrasado na escola, nos cursos, e quando comecei a trabalhar foi a mesma coisa. Principalmente quando o horário era muito cedo, acordar antes das 6 da manhã sempre foi difícil. Eu comecei a me focar mais em como resolver esta situação. Comecei a me exercitar, me alimentar melhor e isso me ajudou a dormir mais cedo. Depois disso, levantar de manhã deixou de ser um sacrifício e os atrasos ficaram no passado”.  

“Eu tinha muita dificuldade para cumprir prazos, pois eu tinha o péssimo hábito de não manter uma agenda. Aí eu acabava me atrapalhando e esquecendo de fazer algumas coisas. Mas descobri um aplicativo que se chama Google Keep/ Mas comecei a utilizar uma agenda e isso me ajudou a me manter organizado com o que eu preciso fazer”.

Dê exemplos de coisas reais, e nada de falar de coisas pessoais ou coisas que seu esposo (a) reclama.

  1. Como você lida com estresse e pressão?

Essa pergunta é mais frequente para quem pretende assumir uma vaga em cargos de chefia, atendimento ao público ou em empresas que trabalham com metas. Para respondê-la, você precisa ser sincero consigo mesmo.

Você consegue ficar calmo sob pressão? Se a resposta for sim, vá em frente e diga como você lidou com situações estressantes no passado. Mas se a resposta for não, talvez essa vaga não seja para você e não há nada de errado nisso.

Veja também:  Currículo com objetivo profissional primeiro emprego

 

  1. Descreva uma situação difícil no trabalho e como você lidou com ela.

Ilustre um caso real que você vivenciou na sua vida profissional, como você resolveu (ou tentou resolver) a situação e também o que aprendeu com isso.

Se for uma entrevista para o primeiro emprego, diga que o seu maior desafio na atualidade e conquistar uma vaga para demonstrar todo o seu potencial.

  1. Qual foi a maior realização e/ou falha profissional?

Essa é simples: diga algo que você fez e deixou muito orgulhoso de si mesmo; diga algo que você fez de errado, e como isso o influenciou a como se tornar um profissional melhor.

  1. Como você avalia o sucesso?

Com esta pergunta, o entrevistador quer avaliar qual é o seu senso de ética de trabalho, objetivos de carreira e objetivos de vida. Seja amplo na resposta, mesclando sua vida profissional e pessoal:

“Para mim, sucesso de verdade é desempenhar minha função da melhor forma possível e ser reconhecido pela empresa. O sucesso também está em chegar em casa e ser bem recebido pela minha família. Poder fazer algo que eu goste, conquistar o respeito dos meus colegas de trabalho. Tem gente que acha que sucesso é igual a fama, mas eu acho que sucesso é deitar na cama, dormir tranquilo”.

  1. Por que você saiu/quer sair do seu emprego?

Todos nós sabemos que existem milhões de razões para sair de um emprego. Mas em uma entrevista de emprego, nem todas essas razões são bem-vindas. Jamais levante questões polêmicas. Respostas certeiras são:

  • Fui demitido por corte de gastos (apenas se for verdade);
  • Estou em busca de um cargo que me tragam novos desafios;
  • Me identifico com a missão e valores desta empresa;
  • Me desliguei da empresa para me focar em um negócio pessoal;
  • Esta empresa oferece uma oportunidade que se encaixa melhor em meu perfil.
  1. Por que você quer este trabalho? – Melhores Respostas

Com esta pergunta, o empregador quer saber por que você acha que este trabalho é uma correspondência para seus objetivos de carreira. Aqui é hora de falar sobre como o cargo e a empresa interagem com seu perfil profissional. Por isso, para garantir uma boa resposta, faça uma pesquisa sobre a empresa.

  1. Por que devemos contratá-lo?

Chegou a hora de vender seu peixe. Se na pergunta anterior o foco é mostrar o que a empresa pode fazer por você, aqui você precisa deixar em evidência o que vai oferecer em troca.

Esta é mais uma pergunta focada em suas habilidades, porém de forma mais aprofundada. Você tem facilidade em se comunicar com outras pessoas? Ótimo, mas qual a vantagem disso para a empresa? Você sabe falar três línguas estrangeiras? Excelente, mas do que isso serve para a empresa? O que a empresa ganha, se contratar você ao invés de qualquer outro concorrente? Tudo isso deve estar bem embasado em sua resposta.

  1. Quais são seus objetivos para o futuro?

Também muito comum em uma entrevista de emprego, essa pergunta também pode vir de outras formas, como por exemplo: “onde você se imagina daqui 2, 3, 5 10… anos?”.

Tudo que o empregador quer saber é se você é realmente alguém que vale a pena ser contratado. Imagine só, se você responde que daqui um ano pretende estar morando na China. Entenda que contratação exige tempo e dinheiro, rescisões de contrato também. A resposta certa é aquela que garanta ao contratador que você pretende ficar na empresa por tempo suficiente para suprir a necessidade da mesma.

Veja também:  Como escrever o plano de negócios da sua empresa

Então, na hora de responder, tenha certeza de que sua resposta vai transmitir que seus objetivos incluem permanecer na empresa. Uma dica muito boa é “espero que daqui a cinco anos eu tenha conquistado confiança e capacidade o suficiente para subir degraus dentro da empresa”.

Entrevista de emprego

  1. Quais são os seus requisitos de salário?

Para evitar erros na resposta, use palavras como “flexível”, “compatível com o mercado”; “compatível com as possibilidades da empresa”.

  1. Quem foi o seu melhor chefe e quem foi o pior?

Esta questão é projetada para descobrir que tipo de liderança e estilo de gerenciamento funciona melhor para você. Tenha uma resposta cuidadosa, e não seja muito negativo. Mesmo que seu chefe tenha sido terrível, escancarar mágoa e rancor sempre pega mal em uma entrevista de emprego.

Para descrever o pior chefe, fale algo do tipo: “não é que ele tenha sido ruim, é que discordávamos em tal coisa”.

  1. Perguntas sobre seus supervisores e colegas de trabalho.

Tudo que eles querem saber é como é sua capacidade de comunicação e relacionamento com o pessoal do trabalho. É claro que uma boa resposta não deve incluir problemas pessoas com uma pessoa específica, nem muito menos frases  como “me dou bem com todo mundo, desde que não me provoquem”.

  1. Quais são suas paixões?

Aqui você não precisa focar apenas no trabalho, mas sua vida profissional deve ser citada, afinal, quem está disposto a contratar alguém que não seja apaixonado por sua profissão?

Uma dica é falar brevemente sobre o que você gosta de fazer no seu tempo livre, o que você faz que traz grande satisfação pessoal, pois isso pode garantir uma visão mais abrangente do tipo de empregado que você será.

  1. Você tem alguma pergunta para mim?

Este é geralmente o xeque-mate de uma entrevista de emprego e, nunca, nunquinha mesmo, diga que não tem nenhuma pergunta a fazer. Se você não tem curiosidade nenhuma sobre a empresa, por que o empregador vai contratá-lo? Mas atenção, faça ao menos três e não mais que cinco perguntas. Uma lista para ajudar nesta tarefa:

  • Qual a rotina de trabalho?
  • Quantos integrantes existem na equipe?
  • Quais são as responsabilidades do cargo?
  • Quais os benefícios oferecidos?
  • O que a empresa considera ser um bom profissional?

Nós, do Blog GuiaJá, esperamos que você se saia muito bem na sua entrevista de emprego. Aproveite para sugerir novos temas e nos contar como foi sua última entrevista.

Deixe uma resposta

Top