Você está aqui
Home > Dicas de sucesso > Dívidas da empresa: 10 dicas para renegociar e sair do vermelho

Dívidas da empresa: 10 dicas para renegociar e sair do vermelho

Dívidas da empresa

Nossa economia passou por uma virada brusca e hoje estamos enfrentando a pior crise dos últimos anos. De acordo com economistas, o cenário ainda está longe de melhorar e para piorar, empresários fecham as portas devido a dívidas da empresa.

Se você chegou até aqui é porque sua situação ainda não está tão crítica assim, afinal, você ainda acredita que é possível renegociar as dívidas da empresa e sair do vermelho. A primeira coisa que o Blog Guia Já tem a dizer é: parabéns!

Manter as esperanças é essencial para superar situações difíceis, e além disso, há também algumas dicas essenciais, que irão ajudar você a encontrar o melhor caminho para renegociar a dívida e deixar a crise para trás!

Como renegociar as dívidas da empresa?

Antes de qualquer coisa, é preciso saber que renegociar dívidas dá trabalho e você precisa dedicar tempo para alcançar bons resultados. Confira nossas 10 dicas para renegociar as dívidas da empresa e saia do vermelho!

1) Não dizer essas frases quando for renegociar as dívidas da empresa

Quem está cobrando uma dívida geralmente não se importa com todos os detalhes sobre por que você não consegue pagar suas contas.

A única coisa que eles precisam saber é que, apesar das dificuldades financeiras, você está disposto a renegociar a dívida e zerar a pendência.

Coisas que você não deve dizer quando está renegociando a dívida da empresa:

“Eu estava muito doente”/“Minha empresa não tem fechado novas vendas/contratos”/ “Eu não estava a par de tudo que acontece na empresa” / “Eu tive que pagar outras dívidas primeiro”.

Dívidas da empresa

2) Manter a calma, não importa o que aconteça

Tente manter a calma, não importa o que a pessoa do outro lado da linha diga. Você não chegará a lugar algum se perder o seu temperamento. Se você sentir que a conversa está fugindo do controle, diga que ligará mais tarde. É melhor interromper a conversa, que ser acusado de assédio ou danos morais.

3) Fazer muitas perguntas a quem você deve

Se um cobrador entra em contato com você, pergunte todo tipo de coisa a ele. Caso ele diga que sua dívida será cobrada judicialmente, ou que entrará com qualquer tipo de processo, peça informações específicas:
“Quando eu devo receber a notificação da cobrança judicial?”/ “Quando e onde você dará entrada no processo?” / “Qual o valor que será cobrado?”

Essas são apenas algumas das perguntas que você deve fazer. Nem tudo que um cobrador diz corresponde com o que ele de fato pode fazer. Faça as perguntas e depois as leve para um contador ou advogado, assim você também poderá se preparar melhor.

4) Anotar tudo

A cada ligação para renegociar as dívidas da empresa, anote os protocolos e com quem você conversou, e não se esqueça de anotar – ou até mesmo gravar – as negociações. Tudo isso é importante para que você mantenha registros sobre quantas vezes tentou renegociar as dívidas e também como o seu credor agiu durante as negociações.

5) Nunca deletar e-mail de credores

Não delete os e-mails de cobrança. Salve em seu computador, ou na nuvem, pois eles também servem como prova.

6) Fazer cálculos antes de fechar uma renegociação

Faça um pente fino nas contas da sua empresa, verifique detalhadamente tudo que entra, sai e quanto você realmente pode destinar para saldar uma dívida. Às vezes, a proposta do banco ou do fornecedor parece muito boa, porém, se sua empresa não tiver dinheiro em caixa para honrá-las, isso pode depor contra o seu negócio no futuro.

7) Dê sempre preferência ao acordo

Garantir um acordo com os credores é sempre a melhor opção. Mas nada de firmar acordos apenas com o apertar das mãos. Tenha tudo documentado e, preferencialmente, esteja acompanhado de um advogado.

8) Pedir comprovantes

Quando você faz um acordo de pagamento, ou uma carta de liquidação de dívidas, tenha em mente que você precisa se um comprovante

Dívidas da empresa

9) Fazer um empréstimo para pagar as dívidas da empresa

Se o acordo sugerido não parece nada bom para as suas contas empresariais, não o aceite e, ao invés disso, estude as vantagens de fazer um empréstimo para quitar a dívida.

Mas esta não deve ser sua primeira opção. Lembre-se que, ao fazer um empréstimo para quitar dívidas, você estará assumindo outra, portanto, cuidado. Você pode se enrolar novamente e sua empresa pode continuar no vermelho.

10) Estar um passo à frente

Se você percebe que as dívidas estão para tomar grandes proporções, se coloque um passo à frente e entre em contato com os credores. Dar o primeiro passo, mostra que sua empresa é confiável.

Não se esqueça de deixar sua opinião sobre o nosso artigo, aproveite também para sugerir novos temas e também contar suas experiências sobre sanar dívidas da empresa!

Deixe uma resposta

Top